Política

Após decretos em Goiás, Bolsonaro diz que saúde no Brasil "sempre teve problemas"

Postado em: 28-02-2021 às 09h40
Presidente publicou imagem de uma notícia de 2015 que informava o falecimento de uma jovem em Itumbiara, sul do Estado, após esperar por UTI | Foto: reprodução

Nathan Sampaio

O presidente Jair Bolsonaro publicou em suas redes sociais, na manhã deste domingo (28/02), a imagem de uma notícia do Bom Dia Brasil , da TV Globo, em março de 2015 que informava o falecimento de uma jovem em Itumbiara, sul de Goiás, após espera para internação em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o que não aconteceu. 

A postagem, além de ser uma crítica indireta à Goiás, onde várias cidades decretaram medidas mais severas para combater a Covid-19, como fechamento do comércio não essencial, também tenta rebater as críticas ao governo federal em meio ao avanço da doença, ao esgotamento dos leitos de UTI e à lentidão da vacinação.

Ainda na publicação, o presidente diz que "a saúde no Brasil sempre teve seus problemas" e que "a falta de UTIs era um deles e certamente um dos piores". Sem citar nomes desta vez, Bolsonaro também voltou a atacar os governadores que adotam medidas de distanciamento social para enfrentar a alta nos casos e nas mortes. 

“HOJE, ao FECHAREM O COMÉRCIO e novamente te obrigar a FICAR EM CASA, vem o DESEMPREGO EM MASSA com consequências desastrosas para todo o Brasil”, postou o chefe do Executivo nacional.

Observações

Apesar de problemas na saúde sempre existirem no Brasil, vale lembrar que os leitos de UTI específicas para pessoas com Covid-19 é diferente dos leitos para pessoas com outros tipos de doença/necessidade. Ou seja, pessoas que não estiverem com o novo coronavírus e precisem de UTI, terão acesso a leitos diferentes de quem tem a doença, mesmo assim a lotação, hoje, ultrapassa os 90% nas duas situações.

Ainda em relação às críticas de Bolsonaro a governadores, mesmo que suas falas sejam indiretamente ligadas a Ronaldo Caiado, as decisões sobre os decretos foram de responsabilidade total dos prefeitos das cidades que aderiram o fechamento do comércio como medida na contenção de casos de Covid-19. O Governo estadual apenas prestou suporte necessário para os chefes dos Executivos municipais.

Internet

Goiânia também foi destaque na internet neste final de semana. Sobre as medidas adotadas e publicadas no Diário Oficial da capital neste sábado (28/02), a cidade se tornou trending no Twitter. Ou seja, ficou entre os assuntos mais comentados no Brasil. Sobre o decreto, o prefeito Rogério Cruz, ao lado do governador Ronaldo Caiado e do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, anunciaram que era preciso "agir hoje para não enfrentar uma situação pior amanhã".

A decisão conjunta visa evitar colapso na saúde. Hoje, a testagem de antígeno da Covid-19, realizada semanalmente pela Prefeitura de Goiânia, registrou 16,7% de resultados positivos, demonstrando que os números de infectados na capital vêm aumentando mais do que na primeira onda da pandemia. É o maior desde o pico da pandemia em agosto de 2020, quando o percentual foi de 15,7%. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar