Quinta-feira, 02 de julho de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Política

Goiás deve alcançar cerca de 600 leitos de UTI até julho, diz Governo Estadual

Postado em: 29-06-2020 às 18h40
"Nenhum outro Estado conseguiu ampliar sua estrutura regional como nós”, destacou o governador Ronaldo Caiado (DEM) em reunião com prefeitos e chefes dos Poderes, nesta segunda (29) - Foto: Divulgação.

Nielton Soares

O governador Ronaldo Caiado (DEM) afirmou, nesta segunda-feira (29), durante videoconferência com os prefeitos goianos e representantes dos Poderes, que Goiás chegará aos 600 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), até o mês de julho deste ano.

No próximo mês, está previsto a criação de 95 novos leitos de UTI no Estado. “Modéstia parte, nenhum outro Estado conseguiu ampliar a sua estrutura regional como fizemos em Goiás”, destacou Caiado durante a reunião com prefeitos, representantes dos Poderes e do setor produtivo, realizada por videoconferência nesta segunda-feira (29/06).

De acordo com dados do governo, em janeiro de 2019, Goiás contava com apenas 269 leitos de UTI concentrados nos municípios de Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia. Como medida fundamental para o enfrentamento da pandemia, o governo informou que já foram implantadas mais 178 leitos, totalizando 437.

A gestão de Caiado destaca que a meta é alcançar, até o final de julho, um total de 576 leitos de UTI, podendo chegar a 600, mais que o dobro do número inicial. “Estamos ampliando hospitais, leitos de UTI e estadualizando os hospitais municipais, de acordo com as regiões, para não deixarmos os goianos tão distantes de uma cura”, enfatizou o governador.

Os leitos de UTI que estão programados para o próximo mês, serão: dez no Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol); 11 no Hospital Regional de São Luis dos Montes Belos; dez no Hospital Regional de Formosa; 30 no Hospital de Campanha de Águas Lindas e 14 no HCamp de Porangatu.

Durante o encontro virtual, Caiado chegou a anunciar que vai inaugurar, nesta terça-feira (30), mais 20 leitos de UTI e 50 leitos de enfermaria no Hospital São Marcos, de Itumbiara. Mesmo assim, estudo recentes da Universidade Federal de Goiás (UFG), prevê a necessidade de duas mil vagas para atendimento de pacientes da Covid-19, caso medidas mais duras de contenção não sejam adotadas em todo o Estado.

Novas instalações

“Nós fizemos aberturas de hospitais em lugares extremamente importantes para a população goiana ter acesso a tratamento digno. No extremo Norte do Estado, em Porangatu, já está funcionando há mais de 15 dias. A estrutura de Luziânia está funcionando há um mês. A estrutura de Águas Lindas também está funcionando”, pontou o governador.

Caiado citou ainda as futuras instalações de unidades de saúde para tratamento da Covid-19. “Formosa já está atendendo alguns casos, mas as instalações deverão ser implantadas nos próximos 15 dias. Em Trindade, instalamos as UTIs [seis], onde não havia, e já estão totalmente lotadas. Faremos a inauguração do Hospital em Itumbiara, com 20 leitos de UTI, mais 50 leitos de enfermaria. No final da próxima semana, vamos concluir os hospitais de São Luís de Montes Belos, de Jataí, e vamos atender a todas as regiões do Estado com qualidade”, frisou Caiado. (Com informações da assessoria de imprensa)

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar