Segunda-feira, 27 de janeiro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Política

Tejota afirma que filiação ao PTB deve ocorrer antes do Natal

Postado em: 07-12-2019 às 06h00
Lincoln Tejota espera concretizar a mudança partidária antes do Natal

Samuel Straioto

O vice-governador de Goiás, Lincoln Tejota, deve se filiar ao PTB ainda neste mês de dezembro. Ele destacou que as conversas com o partido estão bem adiantadas e que até próximo ao Natal tudo já estará resolvido.  “Nós temos uma conversa já bastante avançada com o PTB, eu acredito que até o meio do mês a gente já define isso com bastante clareza”, afirmou Tejota.

Lincoln Tejota não deve chegar ao PTB sozinho. Há uma expectativa de que até 40 prefeitos possam seguir o novo caminho tomado pelo vice-governador do estado. Há conversas adiantadas com diversas lideranças. A intenção é de promover uma oxigenação no partido visando uma boa participação nas eleições municipais do ano que vem, para isso o PTB além de prefeitos, também busca a filiação de vice-prefeitos, vereadores e de potenciais candidatos em diferentes regiões do estado.

Comando do partido

O vice-governador disse que o convite feito pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, é para que ele assuma o comando da legenda em Goiás. Atualmente o partido é presidido pelo ex-prefeito de Jaraguá, Lineu Olímpio. Tejota diz que admira o trabalho realizado por Olímpio e que aos poucos quer fazer um boa estruturação na legenda.

“O convite que recebi é pra isso, para assumir o diretório estadual do PTB, nós estamos discutindo isso com o presidente nacional, com o presidente estadual, que é um grande companheiro, ex-prefeito de Jaraguá, o admiro pelo trabalho e pela parceria no projeto, ainda é muito cedo, não tenho pressa, não serei candidato no ano que vem, quero tomar uma decisão bastante assertiva”, ressaltou.

Lincoln Tejota declarou que ter um partido na mão faz toda a diferença. Ele se lembrou a última mudança que teve, ao deixar o PSD e ingressar no PROS. Ele afirmou que esta alteração na carreira política teve bons resultados, pois como estava em posição importante no PROS, pôde construir condições para se tornar vice-governador do estado. Ele avalia que se tivesse permanecido no PSD, isso não teria ocorrido.

“Ela (mudança) vem para fortalecer, você tem um partido na mão, fazer um trabalho que pode transformar a sociedade, fazer um trabalho com os prefeitos, isso consolida você no aspecto político, foi isso que aconteceu comigo para ser vice-governador, se eu tivesse no PSD, pela posição do presidente Vilmar Rocha, que é um amigo, mas que tem uma posição diferente, eu não poderia ser vice-governador, como estou hoje. Você estando bem posicionado no partido te possibilita a alçar voos maiores” afirmou o vice-governador, Lincoln Tejota, em entrevista ao Hoje.

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar