23 de maio de 2019 - quinta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Política
Xadrez
17-04-2019 | 19h05
PTB adianta apoio a Caiado e abandona troca por cargos
Rubens Salomão

O representante do PTB na Assembleia Legislativa, deputado estadual Henrique Arantes, admite que tem conversa com a base do governo de Ronaldo Caiado (DEM), mesmo depois dos 20 anos de apoio à gestão do PSDB em Goiás. Ele participou de boa parte da última reunião no Palácio das Esmeraldas e saiu elogiando a iniciativa do democrata de fazer uma “política diferente” no relacionamento com os parlamentares. “Gostei pelo fato de ele buscar a aproximação. Com certeza, algumas coisas que foram feitas nesta gestão estão avançando e a gente avalia com bons olhos”, diz. Questionado pela Xadrez sobre o que seria necessário para a adesão definitiva ao grupo governista, se cargos ou aumento de emendas parlamentares, o petebista soltou: “Nenhuma das duas coisas. Não estou à procura de cargos, até porque eu sei que cargo não ganha eleição. Se ganhasse, eu teria tido 70 mil votos. E eu tinha muito cargo no governo anterior”. Henrique teve 20 mil votos e não teve uma reeleição tranquila à Alego. Muito pelo contrário.

Adulação

Mesmo que, em algum momento, Henrique e o PTB definam presença oficial na base do governo, não haverá adulação. “Não vou ficar puxando o saco de governo. Não fiz isso pro Marconi e nem pro Zé Eliton”, afirma.

Margem de erro

O líder da base da Alego, Bruno Peixoto (MDB), já contabiliza 28 deputados fixos na base. Já o secretário de Governo, Ernesto Roller, mais cauteloso, ainda enxerga os independentes e define 26.

 
(62) 3095-8700