21 de novembro de 2018 - quarta-feira

Euro R$ {{cotacao.valores.EUR.valor| number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.valores.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Mulheres
Rejuvenescimento
05/01/2018 | 11h05
O poder da radiofrequência facial
Além de reduzir rugas e linhas de expressão, o procedimento também melhora a famosa e indesejada “papada”

A radiofrequência é um dos melhores tratamentos estéticos utilizados para tratar flacidez, rugas e linhas de expressão no rosto. Podendo ser utilizado também nas outras regiões do corpo, o método é totalmente seguro, indolor e com efeitos duradouros.

Segundo a esteticista Fernanda Secco, do Espaço Pathricia Prieto, “As regiões especialmente indicadas para a radiofrequência facial são ao redor dos olhos e da boca, testa, maças do rosto, queixo e papada, que são as áreas onde a pele tende a ficar mais flácida”.

A radiofrequência emite ondas eletromagnéticas que passam pela pele e chegam até a camada de gordura localizada entre a pele e o músculo, aumentando então a temperatura para melhorar a circulação sanguínea local, a oxigenação dos tecidos e para estimular a formação de fibras de colágeno, que dão firmeza e sustentação à pele. 

“O procedimento é indicado para pessoas adultas saudáveis, com a pele íntegra, sem feridas ou infecções e que precisam eliminar desde as primeiras linhas de expressão, que surgem por volta dos 30 anos de idade, até as rugas mais profundas, que não desaparecem ao esticar a pele”, explica Fernanda. 

Os resultados surgem logo após a primeira sessão e têm caráter progressivo. “A pele vai ficando cada vez mais firme por conta do surgimento das novas fibras de colágeno, que são fundamentais para manter o rosto com aspecto jovem”, finaliza a profissional.

Geralmente são indicadas pelo menos quatro sessões, que devem ser realizadas com intervalo de 15 a 30 dias. A partir daí o profissional deverá avaliar e indicar o período ideal para manutenção. 

(Foto: Reprodução)

Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
(62) 3095-8700 / 3095-8722 (dp. comercial)