Segunda-feira, 30 de março de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Kozlinski elogia disputa com Jean pela titularidade no Atlético

Postado em: 18-02-2020 às 18h30
Kozlinski (esq.) e Jean (dir.) conversam durante o treino enquanto são observados pelo jovem Gabriel Bernard (centro) - Foto: Paulo Marcos/ACG

Felipe André

Desde que o goleiro Jean foi anunciado no Atlético Goianiense, a dúvida que tomou conta das redes sociais da torcida atleticana foi, quem será titular, o reforço ou Kozlinski? Jean demorou a ser regularizado e apenas ficou no banco de reservas em duas ocasiões, contra o União Rondonópolis pela Copa do Brasil e no clássico contra o Goiás, pelo Campeonato Goiano. Até o momento, a titularidade de Maurício Kozlinski segue intacta.

Kozlinski não se mostrou incomodado quando questionado sobre a presença de Jean no grupo. Além dos dois, o Atlético Goianiense ainda tem os jovens Lucas Ribeiro e Gabriel Bernard, oriundos das categorias de base do rubro-negro, e deve contar com Gustavo, que está emprestado ao Novorizontino, para a disputa do Campeonato Paulista, e pode ficar à disposição de Cristovão Borges para a sequência do ano.

"Um jogador de qualidade é bem vindo em qualquer equipe. É um jogador [Jean] que chegou para agregar ao nosso grupo, de muita qualidade. É uma disputa que fica ainda mais acirrada pela posição de titular, não só comigo, mas para outros goleiros que também trabalham aqui, temos também o Gustavo, que está emprestado, e a tendência é que retorne para o Brasileirão, é mais um goleiro de alta qualidade. A disputa é dura pela posição, todos os dias têm que estar provando e quanto maior a disputa, mais elevado o nível, pois precisamos estar melhorando para jogar. Na minha parte eu vou procurar melhorar cada vez mais, para estar representando o Atlético como titular”, destacou Kozlinski.

Maurício Kozlinski renovou na última temporada por mais três anos com o Atlético, sendo assim, tem contrato até dezembro de 2022. Jean chegou por empréstimo do São Paulo, com vínculo até o fim da temporada, além do mais, o clube goiano ficou com 20% do passe do atleta e pode lucrar em caso de negociação, no meio ou fim da temporada.

O Atlético disputou seis partidas neste ano, sofreu gol em apenas dois jogos e quatro não teve o gol vazado. Destes dois gols, um foi de pênalti e outro no fim da partida na única derrota da temporada, para o Jaraguá. Kozlinski tratou de elogiar o sistema defensivo do rubro-negro, que com exceção de Jonathan, que era o lateral-direito titular em 2019, todas as outras peças permaneceram para 2020.

“Dá uma segurança para a equipe saber que tem um sistema defensivo bem postado. Desde o ano passado, mostramos essa segurança e dá confiança para o ataque arriscar mais. Sabem que, se perder a bola na frente, vamos dar conta do recado lá atrás. Está bom, mas precisamos melhorar para sofrer menos gol possível”, comentou o goleiro do Atlético.

A palavra da vez no Atlético tem sido “coletividade”. Assim descreveu o bom momento do clube o meio-campista Matheus e o atacante Renato Kayzer. O goleiro Maurício Kozlinski explicou como que ele, dentro da área, pode participar desse sistema do rubro-negro goiano.

“Na maioria das vezes as jogadas começam lá atrás, para evoluir até o ataque. O que podemos fazer lá atrás é buscar a melhor opção de passe, saída de jogo. Nem sempre a gente acerta, mas a maioria das vezes procuramos dar a sequência na jogada, isso que treinamos diariamente e buscamos fazer durante o jogo”, completou Kozlinski.  

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar