Quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Adalberto fala sobre sua boa fase ofensiva e os próximos passos do Vila Nova

Postado em: 13-02-2020 às 17h25
Em 2020, o defensor já marcou dois gols até aqui; o seu recorde em uma só temporada foi de três gols, em 2016 - Foto: Douglas Monteiro

Luiz Felipe Mendes

A semana colorada foi bem cheia. O elenco iniciou a segunda-feira um tanto quanto abatido por conta da derrota sofrida perante o Goiânia, mas logo precisou deixar de lado esse sentimento a fim de conseguir uma classificação para a segunda fase da Copa do Brasil. O Vila viajou até o Acre, bateu o Galvez por 1 a 0, sacramentando a vaga, e desembarcou ontem na capital goiana. O zagueiro Adalberto, autor do gol da vitória, deu seu parecer acerca da atual situação da equipe.

No clássico contra o Goiás, há duas semanas, o Tigre ganhava por 1 a 0 até que Adalberto marcou contra, empatando a peleja e dando números finais à partida. Uma rodada depois, o defensor voltou a balançar as redes, desta vez do lado certo. O gol foi agridoce, pois o Vila acabou perdendo o duelo, mas agora sua participação ofensiva foi decisiva.

“A gente às vezes não espera, mas trabalhamos para isso. Vim trabalhando desde o primeiro dia em que me apresentei aqui, com muita humildade e simplicidade, procurando sempre dar o meu melhor para o clube. Graças a Deus eu tenho sido abençoado pelos gols, três gols, porque eu fiz contra (risos). Mas não foi minha intenção. A gente fica feliz por estar ajudando a equipe”, contou o zagueiro. Em 2016, ele marcou três vezes com a camisa do América-MG, e agora pode superar essa sua melhor marca.

O Vila Nova viveu uma verdadeira maratona. Na semana passada, o plantel teve uma rotina mais tranquila, porque teve um espaço de sete dias entre um jogo e outro. Desta vez, o time teve a segunda-feira para descansar após o embate com o Goiânia, na terça viajou e na quarta entrou em campo. “Para ser sincero, a gente nem dormiu ainda. Eu particularmente estou há 24 horas sem dormir, porque a gente joga e não consegue dormir. Eu não dormi, mas vamos procurar descansar e esperamos que no jogo de segunda-feira possamos estar todos inteiros”, afirmou Adalberto.

Por fim, ele também falou sobre uma possível volta por cima. “Depois do jogo que a gente perdeu (contra o Goiânia), eu falei para todo mundo que o jogo se ganha na apresentação do dia seguinte. Tínhamos que ter sede de vencer. O jogo se ganha no dia a dia, no que você faz durante os treinos. Muitas pessoas dizem que treino é treino e jogo é jogo, eu acho que o treino tem que ser como o jogo. Agora é pegar o sabor da vitória para prosseguir, eu pessoalmente estava me sentindo envergonhado, o grupo sentiu. Agora tenho certeza que daqui para a frente vão ser muitas alegrias”, declarou.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar