Segunda-feira, 23 de setembro de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Esporte

Goiás vence o Botafogo com gol nos minutos finais

Postado em: 19-05-2019 às 18h10
Com assistência de Yago Felipe, Kayke marcou o gol do terceiro triunfo esmeraldino no Campeonato Brasileiro

Foto: Rosiron Rodrigues / Goiás EC 

Luiz Felipe Mendes

Pela quinta rodada da Série A do Brasileirão, o Goiás conseguiu mais uma vitória importante. No Estádio Serra Dourada, a equipe alviverde bateu o Botafogo por 1 a 0, gol marcado pelo atacante Kayke nos minutos finais, e subiu para sexto lugar na tabela de classificação. Agora, os goianos terão um descanso de mais de uma semana antes de encarar o CSA, fora de casa.

O JOGO

Se o espectador pensava na possibilidade do confronto ser muito concentrado na marcação, com ações truncadas e poucas oportunidades, o primeiro tempo provou o contrário. O Goiás tratou de tomar as rédeas do jogo para si, apostando na velocidade de Michael pelo lado direito da defesa do Botafogo. Além disso, a equipe treinada por Claudinei Oliveira estava muito bem nos desarmes, sobretudo nos pés do volante capitão Léo Sena. A primeira chance de perigo veio aos sete minutos, em arremate de Giovanni Augusto para defesa de Gatito. O esmeraldino continuava em cima, e o Serra Dourada suspirou quando Michael lançou na área e a bola fez curva, acertando a trave adversária. O time se animou e o jogo foi ficando cada vez mais agitado.

O Glorioso havia tentado abrir o placar antes mesmo da tentativa de Michael, quando Gustavo Bochecha se infiltrou na área e exigiu que Tadeu fizesse uma boa intervenção. A partida estava lá e cá, com os goianos concentrados na rápida criação de jogadas e os cariocas utilizando a estratégia do toque de bola e do contra-ataque. Porém, o ex-alviverde Erik não conseguia furar o bloqueio, e Diego Souza não vivia uma tarde inspirada. O Goiás então perdeu seu nome mais importante na meiuca: Léo Sena precisou ser substituído por lesão. Os mandantes, no entanto, permaneciam em cima, e aos 35 foi a vez de Júnior Brandão cabecear, desperdiçando uma boa tentativa ofensiva. O primeiro tempo foi encerrado com um 0 a 0 interessante no marcador.

A segunda etapa começou consideravelmente menos atraente. A quantidade de faltas aumentou e a criatividade diminuiu. O Botafogo anulou a velocidade, principal característica do Goiás, mas não propunha o jogo. A todo momento, lá estava o árbitro interrompendo o duelo em razão de alguma infração. O embate também precisou ser parado para atendimentos médicos e substituições. Os cartões amarelos, os quais ainda não tinham dado o ar da graça nos primeiros 45 minutos, começaram a ser distribuídos para Júnior Brandão, Joel Carli, Alex Santana... e assim o embate foi ficando menos legal de se assistir. Aos poucos, contudo, as equipes foram se soltando um pouco mais e os espaços foram sendo cavados. O time comandado pelo técnico Eduardo Barroca parecia um pouco cansado, e a rapidez esmeraldina foi entrando em campo novamente.

O Goiás se arrumou e foi capaz de chegar com mais agressividade, mas ainda assim não era efetivo. Kayke, que entrara na vaga de Júnior Brandão, chutou de fora da área e Gatito apareceu para impedir o 1 a 0. Vontade não faltava, mas o ataque esmeraldino falhava ou no último passe ou na finalização. O Bota, por sua vez, parecia satisfeito com o empate, e não fazia muito para tirar o zero do placar. Quando parecia que nada mais aconteceria, Kayke completou cruzamento de Yago Felipe e cabeceou para vencer o arqueiro botafoguense: 1 a 0 para o Goiás. Michael quase conseguiu ampliar pouco depois, mas foi desarmado no último instante. O Bota tentou responder, mas Tadeu estava lá para salvar os donos da casa. Três pontos importantíssimos para o Goiás, que volta a campo apenas na segunda-feira que vem, contra o CSA, fora de casa. O Botafogo recebe o Palmeiras no sábado. 

FICHA TÉCNICA
Goiás 1x0 Botafogo

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA/Paraná)
Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa/Paraná) e Rafael Trombeta (Paraná)

Goiás: Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jefferson; Geovane, Léo Sena (Yago Felipe) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Leandro Barcia e Júnior Brandão (Kayke). Técnico: Claudinei Oliveira

Botafogo: Gatito Fernández; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Gustavo Bochecha, Alex Santana (Luiz Fernando), Cícero e João Paulo (Rodrigo Pimpão); Erik e Diego Souza (Igor Cássio). Técnico: Eduardo Barroca

Gol: Kayke, aos 42' do 2° tempo
Público pagante: 14372 torcedores
Público total: 16347 torcedores
Renda: R$ 336.265,00 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar