Quinta-feira, 01 de outubro de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Economia

Caixa faz pagamentos diferentes da ajuda de R$ 600 nesta sexta-feira (7)

Postado em: 07-08-2020 às 08h50
Pagamento será para os aniversariantes de maio, que receberão via poupança digital a 4ª, a 3ª, a 2ª ou a 1ª parcela, de acordo com a data em que tiveram o cadastro aprovado - Foto: Reprodução

Marcella Vitória

A Caixa realiza nesta sexta-feira (7) o depósito de uma nova parcela do auxílio emergencial de R$ 600. Desta vez, aniversariantes de junho recebem via poupança digital a 4ª, a 3ª, a 2ª ou a 1ª parcela, conforme a data de aprovação do cadastro. 

O pagamento desta sexta também é valido para os nascidos em junho que entraram no novo calendário em razão de uma das seguintes situações: 

- Quem contestou a negativa do auxílio entre 24 de abril e 19 de junho e teve o cadastro aprovado recentemente

- Quem já tinha recebido parcelas do auxílio, mas teve o pagamento bloqueado em julho após reanálise cadastral

Os beneficiários que recebem o depósito de uma nova parcela hoje só podem movimentar a poupança pelo aplicativo Caixa Tem, que permite pagamento de boletos e compras por meio de cartão virtual. Saques e transferências serão liberados a partir de 22 de agosto para nascidos em junho.

Novos pagamentos

Estes pagamentos valem para quem se inscreveu pelo aplicativo ou site, ou que já estava no Cadastro Único mas não é beneficiário do Bolsa Família. Não é válido para quem contestou o cadastro entre 24 de abril e 19 de junho ou para os que tiveram o cadastro bloqueado em julho.

A parcela depende de quando o cadastro foi aprovado pelo governo, de acordo com o seguinte critério:

- 1ª parcela: quem teve o cadastro aprovado em julho e não recebeu nenhum pagamento

- 2ª parcela: quem começou a receber o auxílio entre o final de junho e o começo de julho

- 3ª parcela: quem começou a receber o auxílio em maio

- 4ª parcela: quem começou a receber o auxílio em abril 

A Caixa realizou a mudança de pagamento no início de julho. Antes cada grupo de aprovados tinha um calendário próprio, agora todos  recebem juntos conforme o mês de nascimento, exceto os do Bolsa Família, no que a Caixa chama de ciclos de pagamento.

Independente da etapa do beneficiário, ele deve receber um pagamento por ciclo até ter completado cinco parcelas, que todo aprovado tem direito. A cada ciclo há dois cronogramas, ambos levando em conta a data de nascimento do trabalhador.

Na primeira etapa do “Ciclo 1”, entre 22 de julho e 26 de agosto, o dinheiro será depositado em uma poupança digital da Caixa. Neste caso, os valores podem ser usados apenas para pagamento de contas e boletos e para compras por meio de cartão virtual, usando o Caixa Tem. 

A segunda etapa do “Ciclo 1”, entre 25 de julho e 17 de setembro, é para o saque do auxílio ou para transferir o dinheiro a outra conta. Confira:

Como o cancelamento do antigo calendário de saques, algumas pessoas receberão durante o “Ciclo 1” o depósito de mais uma parcela antes de terem conseguido sacar a parcela anterior. Nesse caso, o beneficiário poderá sacar as duas parcelas juntas na data prevista, conforme o mês de aniversário. 

Novos aprovados ou desbloqueados

O Ministério da Cidadania divulgou um novo calendário para pessoas que contestaram a negativa entre os dias 24 de abril e 19 de julho e que tiveram o cadastro aprovado recentemente.

O cronograma também vale para quem começou a receber o auxílio em abril mas teve os pagamentos bloqueados em julho após reavaliação do cadastro. 

4º parcela para beneficiários do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família têm um cronograma próprio. O saque da 5ª parcela será liberado entre 18 e 31 de agosto, conforme o dígito final do NIS. Quem está no programa e preenche os requisitos para receber o auxílio emergencial não acumula os dois pagamentos, mas recebe apenas o que for de maior valor.

Eles podem sacar o valor do auxílio por meio do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa. 

Contas bloqueadas no Caixa Tem

Algumas contas foram bloqueadas por “inconsistências cadastrais”. Também houve poupanças suspensas no Caixa Tem porque o banco suspeitou de estavam sendo usada por golpistas.

O desbloqueio de contas pode ser feito pelo app Caixa Tem. Já as pessoas com conta bloqueada por suspeita de fraude precisam procurar uma agência da Caixa.  

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar