24 de maio de 2019 - sexta-feira

Euro R$ {{cotacao.EUR.valor | number:3}}    Dólar R$ {{cotacao.USD.valor | number:3}}
{{tempo.cidade}}
{{tempo.previsoes[0].temperatura_min}}° MIN {{tempo.previsoes[0].temperatura_max}}° MÁX
Cultura
PRESERVAÇÃO
14-03-2019 | 08h20
3º Encontro Nação Fulni-ô começa nesta quinta-feira (14)
Projeto busca valorizar e honrar a cultura indígena brasileira com rodas de cura, atendimentos individuais e workshop

Da Redação

Com o objetivo de honrar e valorizar a cultura indígena, é realizado, em Goiânia,  o 3° Encontro Nação Fulni-ô, que começa nesta quinta-feira (14) e segue  o próximo dia 22 de março. O evento conta com rodas de cura, atendimentos individuais e workshop, com a presença do chefe Tafkea e do guerreiro Miitxya, ambos do povo Fôlak’satô da nação Fulni-ô de Pernambuco, e da Xamã Isabel Medeiros, do coletivo Terra de Criação, realizadores do encontro. Toda arrecadação em dinheiro será revestida para os Fulni-ô. 

Em tempos em que se observa muita intolerância e desunião, a nação Fulni-ôconvida para a autorresponsabilidade, para acreditar em cada um de nós e no nosso poder através da união. “Nós acreditamos no ser humano, no ser vivo, da Terra e do céu. E queremos levar isso a Goiânia para lembrar quem nós somos e quem vocês são, porque nós todos somos nativos dessa Terra. Somos iguais, e quanto mais juntos, mais fortes seremos”, diz Tafkea chefe do povo Fôlak’satô da nação Fulni-ô.

A origem do nome ‘Fulni-ô’ é muito antiga, traz como significado Povo da beira do rio, e está relacionada com o rio Ipanema, que corre ao longo das aldeias do povo Fôlak’satô, localizada no agreste de Pernambuco, a 273km da capital, Recife. Esse povo das águas vem a Goiânia fazer um ‘chamado de cura’, um convite para um retorno para a essência de cada um. “Queremos cantar e tocar o tambor para trazer as pessoas de volta para a sua própria essência. Através de nós mesmos, existe uma grande cura. Acreditamos que, quando você está em desequilíbrio físico e espiritual, você adoece, você fica depressivo, e nossa ida a Goiânia é para isso, para resgatar todos, para resgatar quem somos nós”, salienta Tafkea.

A programação do 3° Encontro Nação Fulni-ô conta com a cura Xamânica, que são atendimentos individuais, com duração de uma hora. Outra oportunidade é participar da Roda de Cura que é um atendimento coletivo com duração de duas horas. Haverá, também, workshop com duração de sete horas. 

As trocas de saberes vão passar por acender o fogo sagrado, vivenciar o canto, a dança e a pajelança ao redor da fogueira com Tafkea, o chefe do povo Fôlak’satô. Ainda haverá roda de ervas, conversa sobre a cultura Fulni-ô e toque de tambor para trabalhar a magiaFulni-ô. 

A equipe realizadora do evento a Terra de Criação tem como prioridade fazer do mundo um lugar melhor, sustentável em todos os sentidos e contribuir para cura do planeta e dos seus habitantes, sendo fundamental, assim, valorizar a diversidade cultural. E, nesse sentido, acreditam na importância do povo indígena e seus saberes. Para simbolizar essa relevância, todo valor arrecadado será doado para a tribo dos Fôlak’satôda nação Fulni-ô de Pernambuco. “O lucro de todo o trabalho realizado no 3° Encontro será integralmente revertido para eles, para que eles possam construir uma escola para suas crianças”,diz Ieda Marçal integrante do Terra de Criação. 

“É uma honra para nós podermos receber os Fulni-ô e auxiliá-los na divulgação deste trabalho, primeiramente porque podemos no reconectar com nossa ancestralidadeindígena, usufruir e até mesmo aprender os processos de cura por eles, semprelembrando que os povos nativos foram os primeiros a terem contato com os processos de cura que hoje chamamos de Xamanismo”, conclui Ieda Marçal, integrante do Terra de Criação.

SERVIÇO

3° Encontro Nação Fulni-ô

Quando: de 14 a 22 de março de 2019

Inscrições e mais informações: assessoria.terradecriacao@gmail.com / (62) 992010390 / @terradecriacao / https://www.facebook.com/terradecriacao/  

(62) 3095-8700