Cidades

Maioria dos pacientes de Manaus em Goiânia continuam em estados considerados graves

Postado em: 23-01-2021 às 11h50
Dos 18 doentes citados pelo boletim do Hospital das Clínicas da UFG, 7 estão na UTI e outros 7 dependem da oxigenioterapia | Foto: reprodução

Nathan Sampaio

De acordo com o boletim médico dos pacientes de Manaus internados no Hospital das Clínicas da UFG /Ebserh, divulgado neste sábado (23/1), a condição da maioria deles é considerada grave. Dos 18 trazidos do Amazonas para Goiânia, 7 estão na UTI (5 em ventilação invasiva e 2 em ventilação não invasiva), e 11 estão na enfermaria. Porém, dos 11, 7 dependem de oxigenioterapia.

Na última quinta-feira (21/1) um dos pacientes com Covid-19 acabou não resistindo e morreu no HC. O superintendente do Hospital das Clínicas, José Garcia, disse que o paciente era um homem de 54 anos, e que estava na UTI em quadro gravíssimo. Além dos 18 de Goiânia, outras 22 pessoas que vieram do Amazonas, e chegaram na última segunda-feira (18), seguem internadas em unidades de saúde de Goiás.

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar