Quinta-feira, 02 de julho de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Caiado recebe apoio para quarentena intermitente de 14 dias no Estado

Postado em: 29-06-2020 às 12h30
Órgãos e autoridades de Goiás declararam apoio ao Governador Ronaldo Caiado para quarentena nos próximos 14 dias, que busca evitar a disseminação da Covid-19 e o colapso da saúde nos municípios - Foto: Divulgação

Marcella Vitória

Após orientar quarentena intermitente de 14 dias no Estado e pedir o apoio a todos os prefeitos dos municípios, o governador Ronaldo Caiado recebeu a concordância de autoridades locais para a proposta sugerida pela Universidade Federal de Goiás (UFG), visando o controle da propagação da Covid-19 nas localidades goianas. 

O Procurador Geral de Justiça, Aylton Vechi, disse que o Ministério Público continuará efetivamente trabalhando em preservação da vida e adotando todas as medidas legais e judiciais, buscando sempre através do bom senso obter um resultado mais favorável das ações dos municípios. "As vidas precisam ser preservadas", relatou. 

Vechi informou que o Ministério Público Municial e Federal acompanhará a aplicação dos recursos de forma rigorosa, dando um tratamento rigoroso aos municípios que se distanciarem daquilo que foi estabelecido pela coordenação geral do decreto estadual. "É preciso que tenhamos a consciência de que não há uma deliberada liberdade para cada um fazer o que quer. Precisamos de coordenação''. 

Ele finalizou o pronunciamento dizendo que o órgão fará tudo para preservar as vidas sem o comprometimento da subsistência e economia, que foi alcançado pela Universidade Federal de Goiás (UFG), quando propôs o fechamento alternado do comércio, além do rastreamento e monitoramento dos infectados. 

O presidente da Assembleia, Lissauer Vieira, se posicionou ressaltando a preocupação do aumento de infecções no Estado. ''Chegamos a uma situação lamentável e se não tomarmos atitude o colapso da saúde pública e privada estará muito próximo de acontecer'', disse. Lissauer, em nome do poder legislativo, declarou o apoio sobre a decisão de Caiado e pediu ainda a conscientização dos demais prefeitos para tomar atitudes necessárias e evitar o colapso. ''A grande maioria das prefeituras não tem condições para montar uma estrutura e atender toda a população '', declarou. 

A medida também teve o apoio do desembargador e Vice Presidente do Tribunal de Justiça, Nicometes Domingos, que parabenizou o governador por abraçar a ideia sugerida pela UFG e apresentada por Thiago Rangel. Ele ressaltou que a atitude política de Caiado é madura e responsável em tempo de crise. ''Estou inteiramente de acordo com as medidas que serão tomadas a partir de amanhã '', finalizou. 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar