Segunda-feira, 30 de março de 2020
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Vendas no comércio varejista sobe 3,6% em janeiro, aponta Serasa

Postado em: 20-02-2020 às 18h15
Para os analistas, as vagas de emprego temporário contribuíram para a aquecer o segmento no período – Foto: Reprodução.

Da Redação*

As vendas do comércio varejista subiram 3,6% em janeiro, ante o mesmo período registrado no ano passado. Os dados são do Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian, divulgado nesta quinta-feira (20). O resultado se deve principalmente ao crescimento de 7,9% do setor de tecidos, vestuário, acessórios e calçados, o maior patamar verificado desde dezembro de 2018, quando alcançou 11,8%.

À Agência Brasil, o economista Luiz Rabi, da Serasa Experian, considera as vagas de emprego temporário como um dos fatores que explicam o aumento. Segundo ele, a renda dos trabalhadores admitidos para ocupar esses postos ajudou a aquecer o segmento durante o período, quando muitas lojas recebem clientes que efetuam trocas de presentes de Natal e aproveitam a oportunidade para aplicar técnicas de vendas e lucrar ainda mais.

O relatório detalha o desempenho do setor de supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas, que apresentou o segundo maior crescimento de janeiro, de 6,6%. Em janeiro de 2019, o registro foi de queda de 4,2%.

Os comerciantes de móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e Informática também tiveram motivos para comemorar, pois fecharam janeiro com uma melhora de 6,2% nas vendas, na comparação a janeiro do ano passado. Na sequência, estão as atividades de material de construção, com um incremento de 1,6%, mais modesto e inferior ao obtido em janeiro de 2019, de 12,3%.

Combustíveis 

Em dois outros segmentos analisados pela Serasa Experian houve piora nos índices. A venda de combustíveis e lubrificantes recuou 4,9% e a de veículos, motos e peças, 1,4%. Este último, acresceu 8,3% em janeiro de 2019. (Com informação da Agência Brasil)

 

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja pesquisar