Terça-feira, 20 de agosto de 2019
GOIÂNIA-GO
{{tempo.temperatura}}°

Cidades

Enfermeiro é ouvido pela Justiça em caso do Dr Bumbum

Postado em: 17-04-2019 as 19h30
Bancária morreu após fazer uma bioplastia dos glúteos

O enfermeiro que atendeu a bancária Lilian Calixto no Hospital Copa D’Or disse, em depoimento à Justiça do Rio, que a bancária chegou ao Hospital Copa D’Or  “muito mal, sentindo náuseas e com a pressão arterial muito baixa, além de dificuldade de respirar”. Lilian morreu em 15 de julho do ano passado após passar por um procedimento estético feito pelo médico Denis Furtado, o Dr. Bumbum.

Segundo este enfermeiro, que prestou os primeiros atendimentos a Lilian no Copa D’Or, ela disse ter acabado de fazer uma bioplastia dos glúteos. No depoimento, ele afirmou que Denis chegou ao hospital logo em seguida e ficou alguns minutos com Lilian. Esta, ainda consciente, pediu que seus pertences fossem entregues ao médico.

Além do enfermeiro, foram ouvidos pela 1ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, Denis Furtado; sua mãe, Maria de Fátima Furtado, e a empregada de Denis, Rosilane Pereira da Silva. Renata Cirne, namorada e ex-secretária do Dr. Bumbum, não compareceu, pois pediu para ser dispensada e a juíza aceitou.  Todos respondem pela morte da bancária.

A Justiça também ouviu um policial civil que tentou prender Denis no Shopping Downtown, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade, onde o médico tem um consultório.

Lilian morreu por causa de uma embolia pulmonar, um dia após Denis ter injetado a substância PMMA, derivada do acrílico, nos glúteos dela. (Agência Brasil)

Seja o primeiro a comentar

Fazer comentário

Acesse sua conta para comentar, é rápido e gratuito.

Inscreva-se na newsletter e receba

conteúdo exclusivo

Digite aqui o que deseja buscar